A CIDADE
 

TURISMO
 

FOTOS
 

VÍDEOS
 

TELEFONES ÚTEIS
 

NOSSA EQUIPE
 

FALE CONOSCO
 
 
  Como Chegar Horário dos ônibus Bares e Diversão Serviços On-line Bem-vindo, 
 

A Cidade

Santiago do Iguape é uma pequena vila de pescadores e pequenos agricultores quilombolas, pertencente ao município de Cachoeira, na Bahia, localizada na margem esquerda da Baía do Iguape, fundado pelos padres jesuítas em 1561 na então Capitânia de Mem de Sá.

Essa região, entre os séculos XVI e XX, se destacou no processo de colonização brasileira, como um centro de grande circulação de capital, com base na economia e regime de produção e beneficiamento da cana de açúcar, exploração do fumo e comercialização de negros escravos trazidos do continente africano.

Essa área chegou a ser um grande complexo agro industrial repleto de Engenhos de Cana de Açúcar, com suas respectivas senzalas. Hoje, restam apenas ruínas desses engenhos.

Os negros que foram arrancados da África para o Brasil, na condição de escravos, mantiveram na mente, no sangue e no corpo suas culturas de matriz Africana, entre elas o Candomblé (de variadas nações), praticando seus rituais e suas oferendas, entre toques, ritmos, danças e músicas, surgindo daí, o Samba de Roda, ritmo deixado pelos nossos Ancestrais que será transmitido para futuras gerações.

Esta baía é formada pelo alargamento do Rio Paraguaçu já perto da sua foz, (sofrendo inclusive influência das marés), logo após o rio passar pelas cidades de Cachoeira e São Félix, no estado da Bahia.

A principal igreja da vila é a Igreja Matriz de Santiago do Iguape, construída pelos padres jesuítas, recebeu em 1608 a Sanção Canônica de Matriz de Santiago, sendo a primeira do interior da Bahia. A primitiva igreja arruinou-se e em 1783, após a expulsão dos jesuítas do Brasil por decreto do Marquês de Pombal, deu-se o início e conclusão da atual. A festa principal é no dia 24 de julho de cada ano.

A primeira capela foi construída em terras do Senhor Antonio Lopes Ulhoa, Senhor do Engenho San Domingos da Ponta e Cavaleiro da Ordem de Santiago de Compostela, provavelmente assim originando a dedicação desta igreja a Santiago (São Tiago).

O nome Iguape é originário da língua dos índios e quer dizer, "lugar existente no seio d'água".

 

 

 
 
 
  Portal Santiago
©
2010. Todos os direitos reservados.
Proibida reprodução sem autorização.
 

Fale conosco

portalsantiago@ig.com.br